A insegurança nas escolas brasileiras


TEXTO 1

A insegurança está cada vez mais presente na vida do cidadão brasileiro, seja nas ruas, no trânsito, no trabalho, no transporte público, nos estádios de futebol, nos comércios e até mesmo em nossa própria residência. Hoje saímos de nossa casa sem saber se vamos voltar, pois a qualquer momento podemos ser assaltados, sequestrados ou até mesmo assassinados, como acontece diariamente em nossa sociedade.

Outro fator que tem preocupado pais e professores das redes públicas e municipais de ensino é a questão da insegurança nas escolas. A violência dentro das escolas tem aumentado cada vez mais, nas delegacias o número de ocorrências envolvendo brigas, roubos, sequestros, estupros e até mesmo morte dentro das redes de ensino tem aumentado cada vez mais nos últimos anos. 

 

TEXTO 2

Um exemplo de insegurança que chocou o Brasil inteiro aconteceu na Zona Oeste do Rio de Janeiro no dia 7 de abril de 2011, quando um jovem de 23 anos invadiu uma escola e disparou contra várias crianças, o que totalizou a morte de 12 delas e várias outras ficaram feridas. Se houvesse uma equipe de seguranças ou policiais dentro da escola, com certeza nada disso teria acontecido naquela manhã fatídica de quinta-feira. 

Após esse acontecido algumas escolas até colocaram policiais em frente ao portão para tentar coibir a criminalidade, porém, por pouco tempo. Infelizmente essa problemática ainda causa medo e desespero para alunos e professores dentro das escolas. Não são apenas os alunos vítimas da insegurança nas escolas, por diversas vezes professores são agredidos, ameaçados e até mortos dentro das escolas brasileiras. 

 

TEXTO 3

Um adolescente e um homem encapuzados atacaram na manhã desta quarta-feira (13) a Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, na Região Metropolitana de São Paulo, e mataram sete pessoas, sendo cinco alunos e duas funcionárias do colégio. Pouco antes do massacre, a dupla havia matado o proprietário de uma loja da região, tio de um dos assassinos.

Os cinco estudantes mortos tinham entre 15 e 17 anos de idade. Também foram mortas a coordenadora pedagógica e a inspetora da escola. Os assassinos eram ex-alunos do colégio. A investigação aponta que, depois do ataque, um deles matou o outro e, em seguida, se suicidou.

 

TEXTO 4

Resultado de imagem para dados violencia escola

A ELABORAÇÃO DO TEXTO

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema: " A insegurança nas escolas brasileiras ". Apresente proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.